Recesso involuntário

O Banco da Poesia esteve em recesso por mais de um mês. Recesso que seu gerente lamenta profundamente, causado por muitos motivos. Mas nenhum deles aponta para o desinteresse de nossos correntistas e leitores, que continuaram a enviar colaborações e a visitar nosso blog. Os mais longínquos mandaram mensagens preocupadas com possíveis problemas de saúde do administrador, que lhes garantiu estar em perfeita forma física e mental. Agradeço o interesse de todos e prometo que o BP reabre suas portas, com novo layout, prometendo novidades. E maior asiduidade em suas movimentações poéticas, com régia distribuição de dividendos.

3 Respostas para “Recesso involuntário

  1. Bem vindo depois de tão prolongada ausência que já estava a deixar-nos preocupados.
    Um bom regresso cheio de inspiração para que continue a brindar-nos com a já habitual qualidade de todos os textos que aqui aparecem.
    Um abraço grande da sua amiga de sempre
    Vera Lucia

  2. Este banco não cobra nenhuma taxa que não sejam versos e faz muita falta. Não pare!!
    Parir poemas é nossa parte
    caso a alma,
    assim,
    desta maneira,
    destarte

  3. Olá,

    Gostaría de dizer que adoro o site, sempre busco novos artigos e poemas para passar na sala de aula aqui!

    Abraços”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s